A bela Teoria dos Cinco Movimentos

Os cinco movimentos regem o funcionamento dos órgãos em conexão com a mente, processo que é influenciado pelos sentimentos e emoções.
A bela Teoria dos Cinco Movimentos - Dra Lilian - Pediatria e Acupuntura

A bela Teoria dos Cinco Movimentos

A bela Teoria dos Cinco Movimentos - Dra Lilian - Pediatria e AcupunturaA bela Teoria dos Cinco Movimentos - Dra Lilian - Pediatria e Acupuntura

Há milênios os chineses, observando os movimentos contínuos da natureza, construíram duas teorias que são à base do seu pensamento: a Teoria do Yin e Yang  e a Lei dos Cinco Movimentos.

Os cinco elementos, METAL, ÁGUA, MADEIRA, FOGO e TERRA, carregam em si, características próprias a cada um, seus movimentos naturais, suas próprias cores, estações do ano, sabores, aromas, emoções. Mais ainda, trazem em sua constituição, o princípio dos opostos, o Yin e o Yang, alimentados pelo Qi (ou Chi), energia vital. Esse sistema bioenergético presente em todas as coisas da natureza, apresenta-se também no homem, equilibrando sua saúde mental e física. Alguns indivíduos se identificam melhor com os atributos do Yin, e outros com os do Yang, e da mesma forma, as qualidades de um elemento podem prevalecer em determinadas pessoas, fazendo com que se apresentem mais Fogo, mais Água, Madeira, Metal ou Terra.

O metal vem do centro da Terra que é sua mãe. Os átomos que o compõe estão fortemente ligados, comprimidos, resultando em sua aparente rigidez. Assim, a Contração é o movimento natural do metal, e só há um elemento capaz de transformar sua natureza rígida: o Fogo. Uma vez derretido pelo Fogo, as partículas do Metal se separam – as pesadas para o fundo, as leves para a superfície. As altas temperaturas criadas por este processo fundem partículas de gases dando origem a um novo elemento: a Água, filha do Metal, neta da Terra.

Líquida, leve, fluida, a Água tem como movimento natural o Descendente. Descem os rios para o mar, desce a chuva do céu. E só há um elemento capaz de conter a água, a Terra. A água fertiliza a terra e propicia o nascimento das plantas e árvores, que representam o elemento Madeira, filha da Água, neta do Metal, cujo movimento natural é o de Expansão sobre o planeta. A madeira exposta ao calor é o combustível que dá origem ao elemento Fogo, que sobe em labaredas quentes e brilhantes, de forma que seu movimento natural é o de Ascendência. A única força capaz de frear a força do fogo, filho da Madeira, é a força da Água, sua avó. O fogo transforma a madeira em pó, dando origem ao elemento Terra, o chão, a base para todas as manifestações de vida. Seu movimento natural é o da Neutralidade.

Os cinco movimentos regem o funcionamento dos órgãos em conexão com a mente, processo que é influenciado pelos sentimentos e emoções, obedecendo, também a três ciclos, que freiam, revertem e alertam para fatores que desestabilizem o funcionamento do sistema. O primeiro ciclo é o da Geração, pelo qual os elementos nutrem e estimulam uns aos outros, numa relação mãe-filho: a Terra dá origem ao Metal, o Metal à Água e esta à Madeira, da qual se origina o Fogo e, deste, a Terra. O segundo ciclo é chamado Ciclo de Controle ou Inibição, responsável por manter a harmonia entre as cinco fases, regulando o excesso ou a falta do elemento controlado por determinado órgão do corpo humano, de forma a evitar o desequilíbrio de energia, que dá origem às patologias. Por último, temos o Ciclo de Invasão ou Contra-inibição, que se apresenta quando o desequilíbrio se instala, um órgão deixa de controlar seu elemento correspondente e ele se torna excessivo dominando ou invertendo o ciclo de controle. Os mecanismos de frenagem de um movimento invertem-se, de forma que aquela única força capaz de conter-lhe o excesso passa a ser afetada por este movimento. Por exemplo, a Água, elemento capaz de conter o Fogo, passa a ser afetada por ele. Por sua vez, o Metal passa a afetar o Fogo que o dominava e assim por diante. Ligando os movimentos aos órgãos correspondentes no corpo humano, é possível ter uma ideia da essência do órgão, de suas funções energéticas e de sua influência no equilíbrio do conjunto. Os efeitos dos cinco elementos sobre a natureza do planeta são harmônicos e correspondentes com os que observamos no ser humano, mostrando a perfeita integração entre o homem e seu ambiente natural:

A bela Teoria dos Cinco Movimentos - Dra Lilian - Pediatria e Acupuntura

*Quadro de correspondência dos cinco elementos no homem e na natureza.

A Teoria dos Cinco Movimentos constitui a base da Medicina Tradicional Chinesa sendo utilizada tanto no diagnóstico quanto na indicação de terapias. Concebe a visão do ser humano como um todo integrado consigo mesmo e com o ambiente, considerando um corpo energético indissociável do corpo físico, onde a Mente (Shen) está ligada ao Coração (Xin), a Alma Etérea (Hun) ao Fígado (Gan), a Alma Corpórea (Po) ao Pulmão (Fei), a Força de Vontade (Zhi) ao Rim (Shen) e o Pensamento (Yi) ao Baço (Pi). Onde as partes influenciam e são influenciadas umas pelas outras, em uma dança de equilíbrio e harmonia, gerando a saúde necessária para uma vida plena.

A bela Teoria dos Cinco Movimentos - Dra Lilian - Pediatria e Acupuntura

Fontes:

YAMAMURA, Ysao. Tratado de Medicina Chinesa (versão em Português). Editora Roca, São Paulo, 1993.

AUTEROCHE, B. e NAVAILH, P. Diagnóstico na Medicina Chinesa. Andrei Editora, São Paulo, 1992.

SEM COMENTÁRIOS

Deixe um comentário