Cansaço ou fadiga é uma queixa frequente e independe da idade.

Podemos encontrar em crianças, especialmente naquelas que têm uma agenda lotada com atividades. Em adolescentes, com mais frequência quando estão prestes a enfrentar o vestibular. E em adultos que vivem uma rotina tão cheia de deveres, obrigações e, sobretudo, pressões. E também em pessoas idosas, que tentam fazer e ter as mesmas funções de quando eram mais jovens.

Entretanto, em tempos de pandemia, a sociedade enfrenta dois novos cansaços.

Cansaço Social

Um cansaço social resultante das restrições de convivência, que tolhem nosso cotidiano. Sem contato social presencial, sem abraços, sem apertos de mão e até longe da escola e trabalho de forma física.

Estas restrições precisamos administrar com o objetivo de preservar a vida.

Porém, se nossos cuidados foram vencidos e contraimos Covid-19.

Cansaço pós-covid

Na maioria das pessoas a Covid-19 é uma doença breve e leve.

Entretanto, alguns indivíduos continuam por meses com sintomas como: fadiga contínua, dor persistente e falta de ar. Essa condição é conhecida como covid persistente, que é um efeito debilitante sobre a pessoa.

Covid Persistente

A questão é muito recente para que a medicina a defina com precisão. Entretanto, a característica mais comum é uma fadiga, mesmo após pequenas caminhadas.

Fadiga essa, que afeta a qualidade de vida, pois limita as atividades. Isso porque, o vírus continua presente em alguma parte do corpo, principalmente no Pulmão. Dados mostram que a covid persistente desaparece em até 90 dias, na maioria das pessoas.

Para estes casos, o Sistema de Saúde do Reino Unido faz três (3) recomendações PPP:

1 – Pace ou ritmo em inglês. Controle-se para se esforçar apenas o suficiente.
2 – Planeje seus dias para que as atividades mais cansativas sejam distribuidas ao longo da semana.
3 – Priorize o que precisa fazer e adie o que pode ser adiado.

Quer saber mais? Acesse o artigo sobre covid-persistente neste link da BBC Brasil.

Crianças e o cansaço

As crianças (em sua maioria) seguem a agenda dos pais. Acordam cedo, vão para o berçário, creche ou escola, retornando, enfim, somente no final da tarde para casa. Além disso, quase não têm tempo para brincar com os irmãos, pets ou mesmo com os pais, que já cansados, precisam dar conta dos afazeres domésticos.

Portanto, é importante observar sinais de cansaço na criança que podem se traduzir em irritabilidade, mau humor, perturbações do sono, cansaço físico, alterações de apetite, miopia, cefaléias, distúrbios digestivos, enurese noturna, medos e adoecimentos frequentes.

Bons tempos aqueles em que uma criança podia acordar após dormir o suficiente. Como resultado, seu despertar era mais alegre e calmo.

Alimentava-se, sem pressa, somente quando a fome viesse, porque seguia um ritmo próprio. Em casa, era só brincar, brincar e brincar…

Respeitando, então, seu corpo e seu tempo, vivendo uma infância que não volta mais.

Adolescente

Os adolescentes têm mais atividades e compromissos. A escolha da profissão é um grande motivo de angústia, sofrimento e, acima de tudo, ansiedade. O preparo árduo para o vestibular, certamente, traz um cansaço físico, mental e emocional, distúrbios digestivos, resfriados frequentes, crises de sinusite, rinite, cefaléias, queixas que os levam para consulta.

Após o término da Faculdade o jovem se lançará no mercado de trabalho. Hoje em dia, com exigências cada vez maiores, precisam de muita energia para o estudo e dedicação às suas novas funções, as quais determinarão o seu sucesso.

Adultos

Os adultos, certamente, na luta do dia a dia, sofrem pressões intermináveis, tendo prazos e metas a cumprir. Dormem tarde, acordam cedo e se alimentam mal… Consequentemente, cansaço ou exaustão são queixas frequentes.

Terceira idade

Atualmente as pessoas com mais de sessenta anos, consideradas na terceira idade, estão ativas em suas profissões e muitas vezes, mantêm o mesmo ritmo acelerado de vida. Porém, vemos, em muitos casos, que a mente está ágil mas o corpo não responde com tanta eficiência. Quando isso acontece, é preciso ir mais devagar, usar a sabedoria adquirida com a idade, e enxergar o que é prioritário, respeitando o ser magnífico que o habita.

Cansaço ou fadiga e a MTC

Embora o mundo moderno contribua com o cansaço ou fadiga, seu histórico é antigo, tanto que, a Medicina Tradicional Chinesa (MTC), há milhares de anos, já dispõe sobre a questão.

  • No Su Wen (cap.39) diz: “A fadiga física esgota o QI “, e observa-se: falta de força, respiração curta, astenia muscular, mente cansada, falta de vontade para falar, dispnéia agravada pelos movimentos.
  • Um aumento de pensamentos e de reflexões (Lao Xin) acarreta o esgotamento do Qi e do Sangue. O Shen do Coração não é mais mantido, há palpitações, insônia, amnésia, abundância de sonhos.
  • Uma atividade sexual demasiada esgota o Jing dos Rins, provocando fadiga e fraqueza dos lombos e dos joelhos, ofuscações da vista, vertigens, zumbidos nos ouvidos, astenia mental, e no homem, espermatorréia, ejaculação precoce; na mulher, regras irregulares, leucorréia. (O diagnóstico na Medicina Chinesa- B. Auteroche – P. Navailh)

Segundo a Medicina Tradicional Chinesa (MTC), existem vários padrões de cansaço ou fadiga

Padrões de Cansaço segundo a MTC

Na MTC, o cansaço pode se manifestar quando existem deficiências (na maioria das vezes), de Xue (sangue), Qi( energia vital), Yin, Yang e Jing (Essência).

Deficiência de Xue (Sangue)

A deficiência de Xue acontece frequentemente em mulheres por causa da menstruação. Quando o fluxo menstrual é intenso, observamos unhas quebradiças, pele seca e queda de cabelos. Podem surgir outros sintomas como palpitações, vertigens, insônia, formigamentos nas mãos e pés, memória fraca. Porém, o hemograma e outros exames, podem estar normais. Num grau mais avançado ao invés de fluxo menstrual intenso, podemos ter menstruação escassa ou ausente.

Para tonificar o Xue, portanto, é recomendado dietas ricas em ferro, vitaminas e outros nutrientes. Existem, medicamentos fitoterápicos chineses indicados para esses casos, assim como, pontos de Acupuntura. É importante também uma avaliação ginecológica.

Deficiência de Qi (Energia Vital)

A deficiência de Qi (Energia Vital) é caracterizada por fadiga, fraqueza muscular, dispneia moderada, transpiração espontânea, propensão a resfriados, preguiça, fezes pastosas e língua inchada, etc.

Neste caso, devem ser evitados laticínios e a dieta deverá ser mais quente, pois o gelado tira a energia do Estômago. E como tratamento, além da orientação alimentar, sugere-se a fitoterapia e acupuntura.

Deficiência de Yin do Rim

Quando há deficiência do Yin do Rim, a pessoa acorda disposta, porém, o cansaço aparece no fim do dia. Neste caso, a pessoa apresenta como sintomas: língua vermelha e careca (sem saburra), lombalgia, secura e dores nas juntas, fraqueza nas pernas e joelhos, tontura, zumbido, depressão, falta de vontade e de iniciativa.

Esta deficiência, quando intensa e prolongada, deverá ser tratada com mudança no estilo de vida, descanso por um longo período de tempo, fitoterápicos e dieta rica em feijão preto, inhame, frutos do mar, raízes, sementes, etc A acupuntura e a moxa são de grande valia nesses casos.

Deficiência de Yang do Rim

Na deficiência de Yang do Rim, a pessoa precisa aquecer o corpo, pois sente frio com facilidade. A fadiga é extrema, o paciente pode apresentar depressão, perda da força de vontade; ausência, inclusive, da vontade de sair, lombalgia, micções frequentes, fraqueza nas pernas e joelhos, impotência nos homens, diminuição da libido nas mulheres.

Sua dieta deve ser quente, incluindo gengibre e canela, além de ervas fitoterápicas. Acupuntura e a moxa são também indicadas.

Deficiência de Jing (Essência)

A deficiência de Jing – Essência – tem origem pré-celestial, ou seja, é hereditária. Portanto é fundamental verificar a saúde, constituição e idade dos pais no momento da concepção, a evolução da gravidez e as condições do parto para um diagnóstico mais preciso.

Pais idosos, ou que apresentam alguma doença importante; ou mesmo pais com a saúde boa, mas extremamente cansados, estressados pelo trabalho, no momento da concepção podem gerar crianças com deficiência de Jing. Álcool em excesso, ou o uso de drogas pelos progenitores, também influenciam no Jing da criança.

Na infância, a deficiência de Jing pode se manifestar com nervosismo, sono perturbado, coloração azulada na frente da cabeça, linha mediana da língua, funda, propensão a resfriados, cefaleias, miopia, alterações digestivas, enurese noturna, medos, etc.

A deficiência de Jing pode trazer infertilidade em mulheres e em homens. Assim como, envelhecimento precoce, como cabelos grisalhos ainda na juventude.

São recomendados um estilo de vida saudável com uma dieta adequada, exercícios físicos, assim como a prática de Meditação , aongamentos, Tai Chi Chuan, Lian Gong e Qi Kung podem ser associados à rotina diária.

O cansaço e o metabolismo (Baço-pâncreas)

Baço-pâncreas e deficiências

Estes padrões de deficiência estão associados frequentemente às disfunções do baço-pâncreas. Entretanto, é importante sempre a orientação de um médico para investigar qual o padrão do seu cansaço, para as devidas ações de recuperação da energia e vitalidade.

O baço-pâncreas (BP) é considerado pela MTC como o governador na transformação e transporte dos alimentos. Embora as enzimas digestivas fossem desconhecidas na China antiga, eles sabiam que o BP era responsável pelos processos digestivos.

Entretanto, hoje sabemos que essa função está associada aos seus hormônios, como insulina e glucagon produzidos pelo pâncreas; e às enzimas digestivas tripsina, lipase, amilase, entre outras, que atuam no processo de digestão de proteínas, lipídios e carboidratos.

Portanto o funcionamento inadequado do baço-pâncreas provoca cansaço por causa do aproveitamento ineficiente dos alimentos e seus nutrientes. Então, vamos detalhar as funções do BP, segundo a MTC.

Funções do baço-pâncreas

Assim, com seu conhecimento empírico, os chineses atribuiram ao baço-pâncreas as funções:

  • controlar a ascendência da Energia Qi,
  • controlar o Sangue,
  • nutrir os músculos e os quatro membros,
  • abrir-se na boca e manifestar-se nos lábios,
  • controlar a saliva (Xian),
  • abrigar o intelecto (Yi) e
  • ser afetado por excesso de pensamentos.

Causas do cansaço

Assim, na vida atribulada do mundo moderno, a indisposição, na maioria das vezes é provocada por pelo menos uma das quatro razões abaixo:

  • alimentação inadequada,
  • falta de repouso, sono
  • excesso de trabalho mental
  • excesso de atividades físicas.

Alimentação inadequada

Como alimentação inadequada podemos considerar o consumo exagerado de açúcar, carboidratos com alto índice glicêmico, alimentos processados e refinados, óleos ultra processados, a ausência ou diminuição de nutrientes como vitaminas (ex.: vitamina C, complexo B- entre elas a vitamina B12), minerais, aminoácidos, ácidos graxos, fibras, etc. Ainda devemos lembrar que a baixa ingestão de água compromete todo o metabolismo, pois nosso corpo é 70% água.

Falta de repouso

O corpo precisa descansar, pois durante o sono alguns tecidos são restaurados. Há também a liberação do hormônio do crescimento e a consolidação da memória e do aprendizado. Ou seja, uma boa noite de sono nos revigora por completo.

Excesso de trabalho mental

A atividade mental é exercida pelo cérebro, que pesa em média 1,5 kg, o que representa em massa, quase 2% do peso de um adulto de 80 kg. Porém, apesar de pequeno, ele utiliza 20% da glicose consumida pelos processos metabólicos de uma pessoa. Portanto, o excesso de trabalho mental aumentada a dose de glicose para o cérebro. Exigindo assim, que o baço-pâncreas aumente sua atividade para atender os requisitos exigidos pelo pensar, provocando então, o desgaste do BP.

Excesso de atividade física

Durante a atividade física, os músculos consomem Energia Qi. E como uma das funções do BP é nutrir os músculos fornecendo essa Energia Qi, então, esse excesso de atividade física requer uma maior demanda BP.

O BP também governa os vasos para que o sangue se mantenha dentro deles, evitando assim, hematomas,

Cansaço e Acupuntura

Com a acupuntura pode-se melhorar o funcionamento do BP, à medida que, com pontos de acupuntura tonificamos o baço-pâncreas para que ele realize suas funções de forma mais efetiva. Também, pode-se eliminar estagnações para promover o livre fluir do Qi.

Assim, em uma sessão de acupuntura já se percebe a diminuição do cansaço e do estresse. Portanto, todo vestibulando deveria fazer uma sessão de acupuntura por semana.

Tratando o cansaço

Após uma reflexão sobre o estilo de vida, é importante buscar um profissional de saúde qualificado. Pois, além das causas mais comuns do cansaço citadas acima, ele pode ser um sintoma secundário à outras doenças como anemia, diabetes, doenças cardíacas, entre outras.

Conclusão

O cansaço ou fadiga, enfim, é uma das queixas muito frequente e está presente em todas as idades.

É fundamental, portanto, a consciência de que podemos viver bem, com saúde e vitalidade durante TODOS os anos da nossa vida.

Viver plenamente cada fase, ter uma alimentação saudável, um sono reparador, fazer exercícios físicos, respirar conscientemente; ter um trabalho que traga sentido para nossa vida, projetos e sonhos, emoções saudáveis, bons pensamentos; fazem parte de um projeto duradouro, de longo prazo, que pode ter início quando fazemos escolhas importantes, mas nem sempre fáceis. Assim seguimos em frente, diariamente, tendo sempre em mente, acima de tudo, o nosso objetivo.

E O MAIS IMPORTANTE: NUNCA É TARDE PARA COMEÇARMOS!

like do facebook Dra Lilian

8 comentários

  1. Olá Izabela, fico feliz em ajudá-la a entender esta dinâmica presente no nosso organismo. Um abraço forte.

  2. Tive uma autoimunidade que fez com que meu baço se desgastasse totalmente. Nasci com um distúrbio de coagulação que, quando ativado, faz com que os leucócitos ‘sequestrem’ as plaquetas para o baço e o transformem num abatedouro. Tanta atividade fez com que meu baço ficasse aumentado, afetou minha tireóide e minha saúde se desequilibrou totalmente. Recentemente fui a uma terapeuta holística que, sem saber de nada (nem eu sabia) enxergou um ponto ‘coincidentemente’ sobre o baço por onde minha energia escapa e vai embora.
    Na hora não entendi, até cair aqui e conhecer a dinâmica do baço-pâncreas. Irei comentar isso com meu acupunturista e espero finalmente ter melhoras. Minha eterna gratidão a este blog. =D

  3. Siga em frente no caminho escolhido, com certeza te trará muita saúde, alegrias e liberdade!
    Abraço

  4. Olá Amanda! Fazer escolhas saudáveis é algo que realmente transforma a nossa vida! Parabéns!
    Abraço

  5. Oi Clarice! A força de vontade, amor por si e disciplina são fundamentais para vencer um vício! Parabéns! Tudo de bom e de melhor na sua vida!
    Abraço

  6. parar de beber foi a melhor coisa que eu fiz na vida hoje tenho muito mais tempo parar ler livros que eu realmente gosto. Hoje vivo muito mais feliz e sou uma pessoa muito mais completa, é muito bom largar um vício e ver que nossa vida é muito mais do que isso .

  7. parar de beber foi a melhor coisa que eu fiz na vida hoje tenho muito mais tempo parar ler livros que eu realmente gosto. Hoje vivo muito mais feliz e sou uma pessoa muito mais completa, é muito bom largar um vício e ver que nossa vida é muito mais do que isso .

  8. tanto a ansiedade como a fadiga é algo muito preocupante hoje em dia principalmente aquele gerada por maus hábitos como por exemplo fumar, quando aquela pessoa toma a iniciativa de parar de fumar muda totalmente a vida daquela pessoa começa ser mais produtivo, mais disposto e entre outros precisamos cuidar dos velhos hábitos para melhorar nosso futuro

Os comentários estão encerrados.