O Recém-nascido

O bebê é chamado de recém-nascido até os seus 28 dias de vida.
recém-nascido

O Recém-nascido

O bebê é chamado de recém-nascido até os seus 28 dias de vida.

Palácio da criança

Segundo o mestre zen Thich Nhat Hahn, na China e no Vietnã o ventre da mãe é chamado de “palácio da criança”.

Sendo assim, dentro do seu palácio, o bebê é servido como um príncipe.

Envolto numa almofada de água quentinha, ao som das batidas de um coração, no escurinho do ventre materno, ele cresce e, portanto, se desenvolve a cada dia.

Sua mãe come e respira por ele.

É importante lembrar que ali, sem a noção do tempo, das horas, sem dia nem noite, nem fome ou sede, nem frio ou calor o príncipe vai se formando.

Talvez nós, nem percebamos o quanto de trabalho, certamente, está acontecendo ali no útero materno. Pois uma minúscula sementinha se tornará em pouco tempo um SER completo, com toda a potencialidade.

É a grande obra de Deus, da vida, da Natureza, e porque não dizer, um verdadeiro milagre!

Nascimento

Depois de nove meses, às vezes menos, é preciso sair do conforto do palácio que, com certeza, devera então, estar muito apertado.

Que diga a mãe, que muitas vezes se assusta ou acorda, no meio da noite, com os chutes e os soquinhos que o príncipe ou a princesinha lhe dá aos montes!

Os pais e toda família ficam na expectativa. É absolutamente normal a ansiedade e a insegurança que antecedem o nascimento. Costumo dizer que cada nascimento é inédito, mesmo que já existam outros filhos.

É muito importante, se preparar além de fisicamente, também emocionalmente para este momento.

Práticas como a Meditação trazem calma, equilíbrio, bem-estar. A Acupuntura traz o fortalecimento da energia vital (Qi), equilibra as emoções e, sobretudo, ajuda no nascimento.

Mas para esta nova mãe, o melhor de tudo é o apoio e o amor, sempre!

É o dia do nascimento!

O recém-nascido e o seu respirar sozinho

Será a primeira vez que o recém-nascido precisará respirar sozinho, pois
o cordão umbilical será cortado. Assim, o ar frio expandirá seus pulmões numa experiência nada agradável. Ouve-se então o choro – alto, escandaloso, tímido ou baixinho – seja ele qual for, traz um alívio a todos.

O recém-nascido – os ruídos, a luz, a temperatura

Os novos ruídos ferirão os ouvidos delicados do recém-nascido. Já então serão as batidas tão familiares, que ouvia do coração materno. A luz ambiente ofuscará seus olhos, ao contrário do escurinho do seu palácio. Ele poderá sentir frio pela primeira vez.

Portanto, procure falar o mais baixo possível, calmamente, amorosamente, para evitar o assustar. Observe a intensidade da luz, pois os olhos ainda são muito sensíveis. Veja se suas mãozinhas ou pezinhos estão quentes e não gelados, porque ele ainda não tem o controle da temperatura de seu corpinho.

Amor e alegria

Todo este sofrimento, certamente, será compensado pela imensa alegria, amor e aconchego que o bebê sentirá na sua chegada.

O Recém-nascido vai para casa

Existirão, com certeza, muitas dúvidas.

Afinal, o bebê não traz consigo um Manual de Instrução. Além disso, ser mãe e pai, só se aprende na Escola da Vida.

Será um longo período de adaptação para os pais, mas principalmente para o bebê. Ele terá que aprender a sugar o peito da mãe quando sentir fome e da mesma forma, a mãe vai precisar aprender a dar o peito. É fundamental ter o apoio de um Pediatra para tirar dúvidas e orientar corretamente o Aleitamento Materno.

Dar de mamar se torna simples quando se aprende a técnica, como por exemplo, sentar numa posição confortável, colocar o bebê na posição correta e preparar a mama para uma boa pega.

Sem dúvida alguma, o leite materno é o melhor alimento para o bebê, porque ele contém todos os nutrientes necessários para o crescimento saudável da criança. Além disso, quando a mãe olha para o bebê e ele encontra o olhar da mãe, se estabelece a primeira linguagem efetiva de amor.

Os pais podem ter a ilusão de que o recém-nascido de nada sabe, e que devem lhe ensinar tudo, porém é ele que os ensinará, despertando muitos sentimentos e capacidades que os pais, até então, desconhecem que têm.

Recém-nascido – fase curta e intensa

Recém-nascido, segundo os conceitos da Medicina Tradicional Chinesa, representa a Primavera. Podemos comparar, portanto, com uma semente que fica debaixo da terra se preparando e, no momento certo, seu caule frágil começa a romper o solo. Depois, com os nutrientes, água, ar e luz, vai crescendo e se desenvolvendo.

A fase de recém-nascido termina após os 28 dias, contudo, o tempo de aprendizado e tranformações estarão apenas começando. E não têm data para terminar. Ser pai ou se mãe é para a eternidade …

like do facebook Dra Lilian

Sobre o autor

Lilian Kiyomura

SEM COMENTÁRIOS

Deixe um comentário